Técnicos da Sesa discutem avaliação médica de vítimas de escalpelamento

Técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) participaram nesta quinta-feira, 26, de mais uma reunião de trabalho sobre o I Mutirão de Avaliação Médica das Vítimas de Escalpelamento. O encontro aconteceu no gabinete do secretário de Estado da Saúde, Edílson Mendes Pereira, e contou com a presença de médicos do Amapá, assessores técnicos e da deputada federal Janete Capiberibe.

Durante o encontro foi confirmada a data da avaliação médica de 95 pessoas vítimas de escalpelamento por embarcação para o dia 25 de fevereiro deste ano. Uma equipe de 15 médicos pertencentes à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é quem fará o atendimento aos pacientes.

O secretário Edílson Pereira destacou que são médicos de renome nacional e que virão ao Amapá em caráter humanitário, sem nenhum ônus para o Estado. \"Três médicos cirurgiões plásticos do Amapá e mais anestesistas vão participar dos procedimentos de avaliação médica das 95 pessoas em fevereiro\".

O Governo do Amapá, por intermédio da Secretaria da Saúde e da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (SIMS), vai garantir a infraestrutura necessária para a operacionalização da avaliação médica no Estado. Um Protocolo de Cooperação Técnica entre a Sesa e a Defensoria Pública da União será assinado em breve para formalizar o compromisso entre o Governo do Amapá e o governo federal no enfrentamento ao escalpelamento.

A deputada Janete Capiberibe, autora da Lei Federal 11.970/2009, que está em vigor no Brasil desde o dia 7 de julho, é umas principais entusiastas dessa proposta. A lei é conhecida como Lei de Combate e Prevenção ao Escalpelamento e torna obrigatória a proteção no motor, eixo e partes móveis das embarcações.

Janete Capiberibe diz que desde da sanção da lei, o Amapá, com o apoio da Marinha do Brasil e da Associação de Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento da Amazônia (AMRVEA), já realizou a instalação da proteção no eixo do motor de pelo menos 400 embarcações no Amapá. \"Estou muito otimista com o empenho de todos, do governo do Estado, da Sesa, da SIMS, da DPU e principalmente das vítimas de escalpelamento para a realização do Mutirão de Avaliação Médica das Vítimas de Escalpelamento\".

Para o secretário Edílson Pereira, a Sesa está apta a oferecer o suporte necessário à realização dos procedimentos médicos que serão indispensáveis durante a avaliação médica das vítimas de escalpelamento. Edílson reforçou que as ações da Secretaria nesse contexto vão incluir também campanhas preventivas e educativas sobre a promoção da saúde das pessoas envolvidas em acidentes com embarcações.

O local para a realização do I Mutirão de Avaliação Médica das Vítimas de Escalpelamento será definido nos próximos dias. Existem duas propostas sendo avaliadas: o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), que dispõe de cinco consultórios médicos disponíveis, e o Hospital Estadual de Clínicas Alberto Lima (HCAL), cujo ambulatório passa por reforma e adequações físicas.

Edy Wilson Silva
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Galeria de Fotos

1999-2011 Governo do Estado do Amapá - Todos os Direitos Reservados